quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

EMBARCO

Embarco
(Foto Rui Bento Alves)

Rumo ao desconhecido, ao imaginário futuro,
incerto... mas que por certo serei bem recebida.
Em terras estranhas, um mundo diferente,
quantas promessas essa nova vida me traz.
Embarco nesta nave gigante
que atravessa os sete mares,
errante navegante,
enfrento tempestades.
Eu vejo... lá no fim,
na linha do horizonte...
a terra prometida.
Assim que meu pé toca o solo,
sustentando as pernas ainda trêmulas,
deixo para trás minha vida passada,
decidida a esquecê-la inteiramente.
Sacudo o pó que o vento leva para alto-mar,
olho ainda uma vez mais e pela última vez,
me despeço do que fui e de tudo que representei
a mim mesma.

Rose Chiossi 04/02/09

2 comentários:

Malu disse...

Bem tecido. Um poema de amor à liberdade, de se experimentar novos rumos, de se tentar sempre o recomeço. Belíssimo, Primma Dona! Amotu!

Rose Chiossi disse...

Obrigada Malu, e a imagem ficou linda, tudo a ver!

100000000 beijos!