sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

CORDA BAMBA


(Foto Google Search)

Ínfimo é o espaço
de um pé ante o outro,
cambaleante sobre
o fio da dúvida.


Não consigo andar

nessa retidão fatídica
sem me arremessar
aos barrancos do flanco.

É de outro que preciso,
o caminho ao lado,
o não escolhido.

Porque na minha boca
fica sempre o gosto
do pedaço que não provei.

Malu Sant'Anna

Um comentário:

Lena disse...

Como seria esse gosto, hein? Perturbadoramente perfeito teus versos! Amo-te mais! Beijossss